Pregações

Mini- Sermão (16/08/2017)

em 16 de agosto de 2017 por Pe Joãozinho,scj

Oração pessoal é importante; mas oração comunitária é fundamental. Acredite na imensa força de rezar com alguém. Nós rezamos muito pelas pessoas, rezamos por alguém e isso é muito importante, que a esposa reze pelo seu marido e o marido reze pela sua esposa, mas quando os dois juntos rezam pelos seus filhos, esta família é transformada pela força da oração. Mesmo que seja uma oração simples, um Pai Nosso antes da refeição, quando rezamos juntos permanecemos unidos, porque a oração comunitária modifica a nossa forma de existir. Quando dois ou mais se reunem para rezar, o próprio Jesus está no meio deles. (Mt 18,15-20) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (11/08/2017)

em 11 de agosto de 2017 por Pe Joaozinho,scj

O amor é uma força vital que, como toda energia, depende de dois polos: o positivo da luz e o negativo da cruz. O amor verdadeiro precisa da dor, porque amar dói. O amor não é uma linguagem, não é simplesmente uma paixão; o amor é uma força de doação, é uma energia que nos equilibra, nos integra, nós somos feitos de amor porque Deus é amor. Jesus disse que se alguém quer amar, deve dar a sua vida; se alguém não aceita a cruz, não terá a luz. Se alguém quer ganhar o mundo, deve aceitar perder a sua vida. Esta dinâmica, aparentemente contraditória, positiva e negativa, faz acender a luz do amor. (Mt 16,24-28) Pe. Joãozinho, scj.

Leia mais →

Mini- Sermão (10/08/2017)

em 10 de agosto de 2017 por Pe Joãozinho,scj

Os apegos costumam ser fórmulas perfeitas para o fracasso; pessoas bem sucedidas não são apegadas ao sucesso. Veja o exemplo dos mártires, gente que não se apegou nem mesmo a sua vida e encontraram a forma do seguimento perfeito a Jesus. Jesus que não se apegou a sua vida, mas entregou-se. Quem quer ser perfeito, deve viver esta dinâmica do amor que não se apega; do amor que vive na liberdade total; do amor que não fecha as mãos, não fecha os ouvidos, não fecha o coração, não fecha a sua mente. Quer entender as coisas numa dimensão mais profunda? Abra a sua mente às novas compreensões. Quem se apega ao que já sabe, não vai saber nada mais. (Jo 12,24-26) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini- Sermão (08/08/2017)

em 08 de agosto de 2017 por Pe Joãozinho,scj

A síndrome do pânico surge quando sentimos medo do medo; dê ordens ao medo e o pânico desaparecerá. Naquele dia, Pedro viu Jesus vindo sobre as águas do mar e ele disse: "Senhor, se és tu, ordene que eu vá até a Tua presença." E Jesus disse: "Vem!" E Pedro não teve dúvidas, começou a andar sobre o mar sem nenhum problema, até que olhou para baixo e tomou consciência de suas inseguranças e então teve medo de ter medo e afundou. É preciso determinar ao medo, que ele desapareça. Se nos curvamos diante do medo, ele provoca medo do medo e isto é pânico e então vem a síndrome do pânico. (Mt 14,22-36) Pe. Joãozinho, Scj

Leia mais →

mini sermão (06/08/2017

em 07 de agosto de 2017 por Pe Joãozinho,scj

Tudo pode ser reciclado; uma vida simples e sóbria passa pelo uso racional dos recursos naturais. Um detalhe chama a atenção no milagre da multiplicação dos pães: depois que todos comeram e estavam saciados, foram recolhidas as sobras, em doze cestos, não se jogou nada fora, houve um uso sustentável daquele pão do milagre. Hoje precisamos repetir isso, reciclando tudo, até mesmo o que sobra pode ser reciclado e pode ser usado de maneira racional. A santidade passa pela sobriedade, pela simplicidade, pela sustentabilidade. (Mt 14,13-21) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (04/08/2017)

em 04 de agosto de 2017 por Pe Joãozinho,scj

Seja onde você está e ame o mais próximo; o presente é o maior presente de Deus. Às vezes, nós colocamos o nosso coração em sintonia com aqueles que estão muito distantes, ficamos até emocionados com tragédias que acontecem do outro lado do mundo e nem sempre percebemos a lágrima que rola no rosto do irmão que está aqui do meu lado, próximo. É preciso viver esta proximidade de maneira intensa. Jesus não conseguiu fazer muitos milagres na sua terra e chegou a dizer: " Um profeta só não é bem acolhido na sua terra!" Acolher quem está próximo é a fonte de muitos milagres. (Mt 13,54-58) Pe. Joãozinho, scj.

Leia mais →

Mini-Sermão 03/08/2017

em 03 de agosto de 2017 por Pe Joaozinho,scj

O bom mestre é aquele que nunca deixou de ser aprendiz; só ensina quem está disposto a aprender. Aliás, certa ocasião, um ex-aluno me disse que ele entendeu, realmente, minhas lições quando se tornou professor; teve dificuldade de aprender enquanto era aluno, porque a gente só aprende mesmo, quando ensina e só ensina mesmo, quando está disposto a aprender, porque a melhor forma de aprender é ensinar. Quando nós nos tornamos discípulos da vida, discípulos do Reino, então sim, somos verdadeiramente mestres. (Mt 13,47-53) Pe. Joãozinho, scj.

Leia mais →

mini sermão (02/08/2017

em 02 de agosto de 2017 por Pe Joãozinho,scj

Existem tesouros escondidos ao alcance de nossas mãos. Apenas os sábios enxergam o luxo no lixo e o nobre no pobre. Se soubéssemos que naquele terreno está escondido um grande tesouro, utilizaríamos todas as nossas economias para comprar o terreno, sabendo que ali dentro esconde-se um tesouro. Mas às vezes, nós não conseguimos enxergar estas coisas escondidas, porque somos escravos da aparência e não enxergamos que na presença daquele irmão empobrecido, faminto, doente, envelhecido, cheio de deficiências, daquele irmão que não é simpático, ali se esconde o maior tesouro: a presença de Deus. (Mt 13,44-46) Pe. Joãozinho, scj.

Leia mais →

Mini -Srrmão 30/072017

em 30 de julho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

Não despreze as coisas antigas; existem valores perenes. Os sábios não se apegam ao passado nem ao futuro. Vivem o presente. Como disse Jesus, numa frase quase enigmática: "O homem sábio tira do seu baú coisas antigas e coisas novas." Há pessoas apegadas ao passado, só tem valor a tradição, não querem nada de novo. Outras pessoas, só querem saber do que virá, vivem em busca de novidades, são gente de vanguarda. Alguns são tradicionalistas, outros progressistas. Os sábios escapam desses rótulos e vivem o passaso e o futuro no presente. (Mt 13,44-52) Pe. Joãozinho, scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (28/07/2017)

em 28 de julho de 2017 por Pe Joãozinho,scj

O bom professor não é o que sabe ensinar, mas aquele que faz o aluno aprender; não basta ensinagem; precisa aprendizagem. Jesus explicou a parábola do semeador e da semente, muitos não haviam entendido, mas Ele criou circunstâncias facilitadoras para os seus alunos, contou histórias, criou situações problematizadoras, foi um Mestre construtivo, fez perguntas, questionou e eles aprenderam. Foram três anos de escola e Ele foi um bom Mestre, porque além de ensinar, fez os Seus alunos aprenderem. (Mt 13,18-23?) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (26/07/2017

em 26 de julho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

A fé nos permite ver na terra o que será eterno no céu; viveremos esta felicidade por antecipação. Como Maria; como José; assim como Joaquim e Ana, os pais de Maria, os avós maternos de Jesus, que tiveram a alegria de ver na terra um pedacinho do céu. Todos nós temos momentos de céu aqui, na história. Às vezes é um segundo, um lampejo de felicidade, às vezes é uma experiência espiritual, às vezes é um pequeno milagre do cotidiano. Deus semeou o céu aqui na terra, semeou estas pérolas no nosso dia a dia e quando descobrimos uma destas pérolas precisamos dar tudo para ficar com ela guardada em nossa memória, transformando em céu a nossa história. (Mt 13,16-17) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini-Sermão ( 25/07/2017)

em 25 de julho de 2017 por Pe Joãozinho,scj

No Reino de Jesus reinar é servir; neste reino não vale o poder ou o cargo. O que vale é dar a vida pelo irmão. Mas a mãe dos filhos de Zabedeu não entendeu esta nova lógica do Reino de Deus. E ela pediu os primeiros lugares para seus filhos, como se fosse ministro do planejamento, ministro da economia. Jesus disse para os dois: "Vocês podem beber o cálice que eu vou beber? Ou seja, estão preparados para o desafio e para a cruz, para o serviço?" Tiago e João disseram com determinação: "Sim! Nós podemos beber este cálice!" Jesus disse: "Então se preparem para beber o cálice do serviço. Mas os primeiros lugares, deixa que o Pai distrubui." (Mt 20,20-28) Pe. Joãozinho, Scj. Impulsionar publicação

Leia mais →

Mini- Sermão (20/07/2017)

em 21 de julho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

A verdadeira religião é repousante. O rito bem celebrado é uma verdadeira terapia. Religião que estressa é idolatria. O mestre de Nazaré revelou que o coração dele é manso, humilde, acolhedor. E Ele disse: "Vinde a mim todos vós que estais cansados, carregando pesados fardos e Eu vos aliviarei." Em certa ocasião ele criticou os fariseus dizendo: "Vocês colocam pesados fardos uns nos ombros dos outros e depois vocês mesmos não tem coragem de carregar." Existe um modo doente de viver a religião, que é um modo estressante; uma religião pesada; uma religião que cansa. A verdadeira religião repousa. (Mt 11,28-30?) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini- Sermão (19/07/2017)

em 19 de julho de 2017 por Pe Joãozinho,scj

Complicar é fácil; o difícil é simplificar. É preciso estudar bastante para dizer muito falando pouco. Simplifica. Jesus louvou o Pai porque revelou as coisas essenciais aos simples e escondeu dos sabidos, daqueles que se acham inteligentes; se julgam doutores, mas não são leitores; se julgam mestres, mas não tem a arte da síntese, de dizer tudo em uma só palavra. A simplicidade rima com a humildade e a humildade é o princípio da sabedoria, porque quem sabe que não sabe, pode saber um pouco mais. O orgulho é o princípio da mediocridade, pois quem pensa que sabe, não aprende nada mais. (Mt 11,25-27) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini- Sermão (18/07/2017)

em 18 de julho de 2017 por Pe Joãozinho,scj

Quem vive milagres tem a responsabilidade de corresponder às maravilhas de Deus. Assim como Maria, que cantou: "O Senhor fez em mim maravilhas, milagres! Santo é o seu nome!" Mas nem todo mundo, no tempo de Jesus, reconheceu as maravilhas de Deus, mesmo vendo milagres; alguns viram curas, sinais, prodígios, palavras de sabedoria que saiam da boca do Mestre de Nazaré e não se converteram, não mudaram de vida, por isso Ele disse que o juízo contra Sodoma, a cidade pecadora, seria menos severo do que o juízo sobre aqueles que viveram milagres, mas não se converteram. As maravilhas que Deus realiza na nossa vidas são sinais para nossa conversão. (Mt 11,20-24) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (07/07/2017)

em 07 de julho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

A justiça nos faz rejeitar o pecado; a misericórdia nos manda acolher o pecador. Foi isso que Jesus ensinou e praticou, por exemplo naquele dia em que Ele viu ali um fiscal, um cobrador de impostos que não era uma pessoa bem quista, era considerado um pecador público, um amigo dos opressores, que cobrava impostos para os romanos e o nome dele era Mateus. Jesus olhou para ele com olhos de misericórdia e o chamou e ele imediatamente levantou e seguiu Jesus. Muitos, que mais santos que Mateus, não tiveram essa atitude, não seguiram Jesus, mas aquele pecador se tornou um granse apóstolo e evangelista: São Mateus. (Mt 9,9-13)

Leia mais →

Mini- Sermão (06/07/2017)

em 06 de julho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

O pecado é uma mancha que provoca tristeza, infelicidade e doença. Deixar o pecado é caminhar para a saúde. Certa ocasião apresentaram para Jesus um paralítico e Ele disse: "Teus pecados te são perdoados!" Mas o pessoal não entendeu, o que aquele paralítico queria era andar e Jesus disse: "Mas que diferença tem dizer levanta-te e anda ou teus pecados te são perdoados?" Há uma relação entre pecado e doença; não é que, necessariamente, toda doença seja fruto de um pecado, mas todo pecado nos deixa mais infelizes, mais doentes e é por isso que deixar o pecado é dar o primeiro passo para cura total. (Mt 9,1-8) Pe. Joãozinho, scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (04/07/2017)

em 04 de julho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

Nas turbulências da vida a fé é uma arma contra o medo que pode nos dar a derrota por antecipação. Creia! Lembre-se daquele dia em que Jesus e os discípulos entraram na barca e o mar estava agitado e parecia o fim, a barca iria afundar, eles ficaram com medo porque Jesus estava dormindo, eles o acordaram e Ele repreendeu antes os discípulos: "Homens de pouca fé! Por que vocês não acreditam?" Em seguida Ele repreendeu o vento e o mar ficou calmo. A lição que ficou é que a fé nos dá uma força que vem do alto e que nos ajuda a superar os medos da terra. Creia e até mesmo o medo desaparecerá. (Mt 8,23-27) Pe. Joãozinho, scj.

Leia mais →

Mini-Semão

em 28 de junho de 2017 por Pe Joãozinho,scj

As grandes conquistas acontecem pela soma de pequenas ações; quem quer ganhar o mundo comece por um sorriso. Há pessoas que tem mania de grandeza, imaginam que podem subir a escada toda num pulo, não é assim. É necessário um passo depois do outro, um degrau depois do outro e assim, subimos uma grande escada, caminhamos por uma grande estrada. Conquistamos grandes coisas se somos humildes o suficiente para valorizar aquela pequena coisa que está do nosso lado, também aquela pessoa que não é tão influente, mas está do nosso lado, ela é gente. Valorize as coisas e as pessoas que estão ao seu lado e você conquistará até mesmo o céu. (Mt 7,6.12-14) Pe. Joãozinho, scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (28/06/2017)

em 28 de junho de 2017 por Pe Joãozinho,scj

Para ter frutos saborosos é preciso cuidar da árvore. Pessoas com sabor são cultivadas nos canteiros do amor. Pelo fruto conhecemos a árvore, mas pelo fruto e pela árvore conhecemos o agricultor, o educador, o cuidador desta plantinha, que podou na hora certa, que evitou que a peste tomasse conta das folhas e dos frutos, que defendeu a sua árvore, a sua planta. Cultivar é cuidar e cuidar é curar. Uma vida curada, cultivada dá frutos saborosos de amor e de ternura. (Mt 7,15-20)

Leia mais →

em 21 de junho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

Oração, jejum e esmola são mais do que práticas de ascese; são remédios que curam os nossos relacionamentos. Jesus nos disse que é preciso praticar estas boas obras da oração para curar nosso relacionamento com Deus; do jejum para cuidar do relacionamento conosco mesmos, com o corpo, com as coisas, com os bens da criação, com o ar, com a água, com a comida. E é preciso curar, também, o relacionamento com os irmãos; a esmola é dar algo de si, é viver na solidariedade, na caridade. Oração, jejum e caridade nos torna gente curada, gente cuidada. (Mt 6,1-6.16-18) Pe. Joãozinho, scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (15/06/2017)

em 16 de junho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

A dádiva é uma dimensão essencial da vida; na medida em que nos doamos crescemos. Deus é Graça, entrega, doação. Jesus nos deixou a eucaristia, pão da vida e Ele disse: "Isto é o meu corpo, isto é o meu sangue; quem come deste pão viverá para sempre." Jesus se entregou como um pão que é dado em alimento. Nossas palavras alimentam, nosso sorriso alimenta, nosso abraço alimenta. É preciso eucaristizar a vida. Não é para menos que a eucaristia é o corpo de Cristo e nós, que recebemos o batismo, somos o corpo místico de Cristo, gente eucaristizada. (Jo 6,51-58) Pe. Joãozinho, Scj

Leia mais →

Mini-Sermão (16/06/2017)

em 16 de junho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

É preciso cortar o mal pela raiz. Não adianta cortar as folhas dos gestos se não arrancar a raiz das intenções. Alguns ficaram escandalizados quando Jesus disse: "Se teu olho é causa de queda, de pecado, arranca-o. Se a tua mão te faz pecar, arranca-a. É melhor entrar no céu sem um dos olhos ou sem uma das mãos, do que ir com toda sua visão para o inferno. De fato, às vezes nós ficamos eliminando a superficialidade do pecado, a superficialidade do mal, os efeitos e não as causas. Você pode até ter um erro na vida, mas sua vida não é errada; porém, quando a intenção é equivocada, é corrupta os gestos serão corrompidos. É preciso arrancar o mal pela raiz, ser radical. (Mt 5,27-32) Pe. Joãozinho, Scj

Leia mais →

Mini-Sermão (14/05/2017)

em 14 de junho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

As leis existem para serem cumpridas; uma nação que perde o parâmetro da legalidade está no início do fim. Vendo Jesus, um profeta poderoso em obras e palavras, um lider carismático, muito imaginavam que agora a lei não fazia mais sentido, tudo era possível, tudo era reinado do Espírito, que sopra onde quer, quando quer e como quer; mas Jesus disse: "Vocês pensam que eu vim abolir a lei? Não, eu vim levar ao pleno cumprimento, não vai passar nem um "j", nem um pingo no "i" sem que se cumpra". Quando a gente perde o senso da obediência às leis mais elementares, perdemos a coesão social e o pior é quando a justiça, que deveria ser a garantia do cumprimento da lei, se torna uma justiça corrupta; então o que é legal não se torna mais legal e um país com a justiça corrompida encontrou o começo do fim. (Mt 5,17-19) Pe. Joãozinho, scj

Leia mais →

Mini-Sermão (13/06/2017)

em 13 de junho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

É próprio do cristão se expor na certeza de que transparece em seu rosto o brilho da face de Cristo. Jesus disse que ninguém acende uma lâmpada para esconder, mas coloca num lugar alto para que ilumine toda a casa. Nós fomos iluminados com a luz de Cristo; desde o batismo fomos acesos no fogo de Jesus, no fogo do Seu Espírito e por isso transparecemos em nós o brilho da face de Cristo, somos luz da luz de Cristo; então não temos que ter receio, vergonha, medo de aparecer, desde que o nosso show seja a transparência de Cristo. (Mt 5,13-16) Pe. Joãozinho, Scj

Leia mais →

Mini-Sermão (12/07/2017)

em 12 de junho de 2017 por Pe Joãozinho,scj

A itinerância gera vida; uma fé missionária é como água corrente; fé que vira certeza é água parada, morta. Jesus disse para seus discípulos: "Olha, vão por todo o mundo! Vão anunciar! Saiam por todos os lugares, para todas as periferias da humanidade." Porque se a gente ficar parado, com certezas congeladas estaremos mortos. Assim como aquela água parada, que gera mosquitos e até dengue. A fé parada, é fé de gente dengosa: não consegue, não pode, não tem jeito. A fé missionária se reinventa a cada dia. (Mt 10,1-7) Pe. Joãozinho, scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (11/05/2017)

em 11 de junho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

Somos uma unidade na pluralidade, pois fomos criados a imagem um Deus-Comunidade. O indivíduo humano ou Divino é um mito. Não somos indivisíveis, pelo contrário, precisamos uns dos outros para sermos nós mesmos. Precisamos até mesmo do ar, da comida, da água; vivemos o tempo inteiro em relação. Deus é um Deus relacional; é um Deus Trindade. A paternidade do Pai depende do Filho e a filiação depende do Pai e o Espírito de paternidade e filiação é o Espírito Santo. A relação em si mesma: Deus é Pai, Filho e Espírito Santo. (Jo 3,16-18) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (10/06/2017

em 10 de junho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

Não seja refém das aparências e escravo da moda. A autoridade não vem do uniforme da função, mas da força da unção. Jesus, sentado no templo, observava que muitos que chegavam para dar grandes ofertas faziam pompa e circunstância e muitos tinham sua autoridade baseada no uniforme, no traje. Hoje muitos imaginam que seu estatus depende do carro, da casa ou do modo como se apresentam vestidos na sociedade. Na verdade, o que vale mesmo é o que está escondido no coração. Naquele momento apareceu uma viúva pobre que depositou uma moeda e Jesus disse: "Esta é grande, diante de Deus!" (Mc 12,38-44)

Leia mais →

Mini-Sermão (09/06/2017

em 09 de junho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

O Espírito sussura em nosso interior; Ele é a voz que nos fala ao coração. Faça silêncio de sintonia para escutar esta divina inspiração. Jesus, a certa altura, disse que Davi falou inspirado pelo Espírito Santo. Há coisas que nós dizemos da nossa cabeça, são fruto da nossa conclusão, são o efeito final dos nossos raciocínios, da nossa razão; mas existe uma outra voz, que fala numa profundidade maior, no nosso interior, no nosso coração; há uma voz que diz: "Faça isso, evita aquilo..." Há uma canção que Deus canta em nós e esta é verdadeiramente original, esta é uma verdadeira inspiração. (Mc 12,35-37) Pe. Joãozinho, Scj

Leia mais →

Mini-Sermão (06/06/2017)

em 06 de junho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

Não se iluda com os elogios, nem se irrite demais com as críticas; você não é o melhor nem o pior. Encontre seu lugar. E Jesus recebeu um elogio dos fariseus, dos partidários de Heródes, dos seus adversários: "Tu és Mestre em Israel, sabes responder todas as perguntas." E depois, lhe fizeram uma pergunta capciosa, para que Ele pudesse cometer algum deslize e eles O pudessem condenar; na verdade não era um elogio, era uma armadilha. Um elogio falso pode nos levar a uma ilusão de que somos mais do que realmente somos; então, neste sentido, às vezes é melhor ouvir uma crítica; ainda que ela seja exagerada nos traz de volta para a realidade. (Mc 12,13-17) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (04/06/2017)

em 04 de junho de 2017 por Pe Joaozinho,scj

O Espírito Santo é o divino hóspede de nossa alma. Diga todos os dias: pode entrar, a casa é sua! Ele já está, mas está chegando. O Espírito é dínamo, é dinâmico; é força fogosa; fogo suave, mas abrasador; é brisa suave, mas é vento avassalador. O Espírito Santo é nuvem que nos envolve suavemente, mas nos transforma, nos transfigura; é água que sacia, é água que nos lava. É água, sopro, vento, nuvem... tudo que não se pode pegar, nem representar. O Espírito Santo é indomável, é incontrolável. Ele sopra, queima. Ele envolve. Ele lava, quando quer, como quer e quando quer. (Jo 20,19-23) Pe.Joãozinho, Scj

Leia mais →

Mini-Sermão (30/05/2017)

em 30 de maio de 2017 por Pe Joaozinho,scj

A glória de Deus é que a humanidade tenha vida em plenitude. Promover a vida é a melhor forma de louvar a Deus. Esta é uma verdade que já santo Irineu, no inicio do cristianismo pronunciava com todas as letras. O louvor é mais do que pronunciar elogios a Deus, glorificar é mais que dizer: "Glória!" É promover a obra que o Grande Artista criou, promovendo as pessoas, elevando aqueles que estão caídos, enxugando as lágrimas, promovendo a solidariedade com os pobres, com os sofredores e excluídos estamos louvando a Deus; é um louvor feito de ação. (Jo 17,1-11a) Pe. Joãozinho, Scj

Leia mais →

Mini-Sermão (27/05/2017)

em 27 de maio de 2017 por Pe Joãozinho,scj

Pedir é um gesto de nobreza e humildade, pois quem pede reconhece os valores que o outro tem. Precisamos do outro. Jesus ensinou a pedir e pediu também. Ele ensinou até a rezar o Pai Nosso, que contém sete pedidos. E diante daquela mulher, na Samaria, junto ao poço de Jacó, Ele pediu água. Lá na cruz Ele disse: "Tenho sede." E alguém lhe deu de beber. Jesus pedia tudo, porque reconhecia que precisava do outro, mesmo sendo Deus, precisa do outro. Deus, na Santíssima Trindade, é um Pai que precisa do Filho para ser Pai, e um Pai e um Filho que precisam do Espírito para ter paternidade e filiação. Pedir é reconhecer que somos incompletos. (Jo 16,23b-28?) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini-sermão (20/05/2017)

em 20 de maio de 2017 por Pe Joaozinho,scj

A amizade é o ponto de chegada de um relacionamento amadurecido. Ser amigo dos familiares é uma grande conquista. No fim de sua Missão Jesus deixou um testamento espiritual para os apóstolos e disse: "Agora eu não vos chamo mais de servos, mas de amigos. Amai-vos uns aos outros , como eu vos amei". Esta foi uma grande lição e é o grande desafio dos casais. Marido e mulher, além de antes,amadurecem quando se tornam amigos.Pais se tornam realmente paternos e maternos quando conquistam a amizade de seus filhos e nem sempre isso vem logo, apenas com a maturidade. (Jo 15,12-17). Pe Joãozinho,scj

Leia mais →

Mini-Sermão (19/05/2017)

em 19 de maio de 2017 por Pe Joaozinho,scj

O amor é uma força divina que nos tira da clausura de nós mesmos e nos liberta para o encontro com o outro. Amor é vida; amor é libertação; é mais do que afeto, sentimento ou emoção. O amor é Deus amando em nós. Tudo que é humano é divinizado pelo amor. o amor nos tira do narcisismo, no qual nós nascemos, voltados para nós mesmo. O amor nos amadurece de modo a permitir reconhecer no outro aquele que me completa e eu já não sou e eu mesmo se não tiver o complemento do outro. O amor nos eterniza. (Jo 15,12-17). Pe Joãozinho,scj

Leia mais →

Mini-Sermão ( 18/05/2017)

em 18 de maio de 2017 por Pe Joaozinho,scj

Obedecer significa ouvir com adesão; amar é abrir os ouvidos do coração e escutar é um jeito de amar. jesus disse que quem o Ama, cumpre os Seus mandamentos e o mandamento que jesus nos Deixou é este: "Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei. " O amor é mais do que um sentimento, é uma atitude de abertura ao outro, a deus,às coisas e até a si mesmo. Abrir os ouvidos para aquele que fala e até mesmo `quele que fala e até mesmo àquele que cada é uma obediência que salva e que liberta. (Jo 15,9-11). per Joãozinho, scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (17/05/2017)

em 17 de maio de 2017 por Pe Joaozinho,scj

Algumas surras da vida são tão necessárias e saudáveis quanto podas na roseira: faz crescer e amadurecer. Nós somos eternas crianças que não gostamos de receber repreensão, correção,Os castigos da vida, muitas vezes ,nos machucam, mas a verdade é que alguns deles são necessários paras que a gente cresça e se desenvolva . Se deixarmos a roseira crescer sem nenhum tipo de poda, os brotos vão tomar toda sua força e ela não vai se desenvolver. No inverno é preciso podar as roseiras para que cresçam. Nos invernos da vida é preciso receber as podas de Deus.(Jo 15,1-8).Pe joãozinho,scj

Leia mais →

Mini-Sermão (15/05/2017)

em 15 de maio de 2017 por Pe Joaozinho,scj

para concluir basta usar a razão, mas para intuir é preciso deixar que o Espírito Criador fale em nosso coração. Jesus disse que voltaria para o Pai e nos enviaria um paráclito ,um defensor, um Espirito Inspirador que nos daria capacidade de criar o novo. o Espírito Criador nos faz criativos. Concluir pode ser produzir um pouco mais do mesmo, mas intuir é ter uma inspiração nova. os poetas, os músicos sabem o valor de uma intuição criativa e quem nos dá é o Espírito Criador.

Leia mais →

Mini-Sermão (12/05/2017)

em 12 de maio de 2017 por Pe Joaozinho,scj

Quem tem lugar para chegar sempre acaba encontrando o caminho; só há método se existe meta.Estabeleça a sua!Nos seus últimos momentos nesta terra Jesus disse aos seus amigos : "eu vou para o céu e lá tem muitas moradas , vou preparar um lugar para cada um de vocês, depois Eu volto para buscar vocês". E alguém disse : "Senhor não sabemos pra onde vai, como podemos saber o caminho?E Ele respondeu: " "Olhe aqui,Eu sou o caminho,a verdade e a vida." Precisamos ter uma meta, um lugar para chegar, uma terra promessa. O caminho a gente faz. (Jo 14-16)

Leia mais →

Mini-Sermão (11/05/2017)

em 11 de maio de 2017 por Pe Joaozinho,scj

O mensageiro não pode ser maior que a mensagem, pois se estacionarmos no pregador a palavra não chegará ao coração. Jesus dizia que falava uma palavra que vinha do Pai. Nós falamos a palavra que o Espírito nos inspira no nosso coração e que é a Palavra de deus, a Palavra de Jesus em nós. Mas se nós nos tornamos maiores que a palavra,faremos de Deus um palco, faremos de deus um trampolim para o nosso sucesso, para o nosso espetáculo e seremos estacionamento de pessoas admiradas e quando as pessoas estacionam nas criaturas, não chegam ao criador. (Jo 13,16-20). Pe Joãozinho,scj

Leia mais →

Mini-sermão

em 05 de maio de 2017 por Pe Joãozinho,scj

Deixamos um pouco de nosso perfume essencial em cada verdadeiro encontro.Somos insuficientes para ser nós mesmos. Não existe o indivíduo absoluto,precisamos do outro.Até houve quem já dissesse que o homem é aquilo que come, somos mesmo um pouco daquilo que comemos,mas também do que respiramos e do que amamos,do que abraçamos e do que beijamos, do que olhamos e do que conhecemo. Somos esta mistura de encontros ,este nó de relações. A Eucaristia é isso, Deus se dá em alimento e a partir do momento que recebemos Deus na Eucaristia, somos divinizados também. (Jo 6,52-59) Pe Joãozinho,scj

Leia mais →

Mini-Sermão

em 00 de 00 de 0000 por Pe Joãozinho,scj

Não se iluda com a quantidade de seguidores; a amizade verdadeira ultrapassa os relacionamentos virtuais. Jesus quando falou belas palavras e realizou bonitos milagres, recebeu muita admiração e Ele tinha muitos seguidores. Mas... quando Ele começou a dizer certas verdades difíceis, os seguidores diminuíram. Não são tantos os que nos seguem na hora da lágrima e são poucos os que permanecem conosco na hora da dor, do desafio, da dívida, do fracasso; mas é neste momento que se prova a amizade verdadeira, que é mais do que virtual. (Jo 6,60-69) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (10/05/17)

em 00 de 00 de 0000 por Pe Joãozinho,scj

*?#minisermao* A liberdade é um dom divino e maravilhoso mas que nos permite criar o inferno; somos capazes de fazer o mal de um bem. Criar um inferno é voltar-se de costas para Deus e escolher ficar na penumbra, de costas para a luz, ficar nas trevas. De costas para Deus, não querer se relacionar com Aquele que nos deu a existência. O inferno é desistir; é optar pela não existência, pela não vida, pelo não amor, pela não solidariedade, pelo egoísmo, é encimesmar-se, enclausurar-se em si. Enclausurar na sua própria liberdade e deixar de ser, por isso, o inferno é o "não ser". (Jo 12,44-50) Pe. Joãozinho, Scj.

Leia mais →

Mini-Sermão (28/05/2017)

em 00 de 00 de 0000 por Pe Joaozinho,scj

A dúvida faz parte da fé. Crer é olhar para além dos montes; é ver para além das nuvens; é enxergar para lá das aparências. E toda fé autêntica é necessária porque temos alguma dúvida; porque, humanamente, não somos capazes de enxergar essa realidade do céu na terra, por isso precisamos que a graça de Deus em nós complete nossa visão. Jesus subiu aos céus e alguns ainda duvidaram, mas logo em seguida o Espírito confirmou, por meio da fé, a sua visão e eles entenderam que o Senhor está no meio de nós e que Ele permanece conosco pelo milagre da fé. (Mt 28,16-20) Pe. Joãozinho, Sc

Leia mais →

Mini-Sermão (17/06/2017

em 00 de 00 de 0000 por Pe joaozinho,scj

Ninguém é forçado a fazer promessas; mas se fizer deve cumprir; não prometa apenas para conseguir seus objetivos. Existe uma cultura da promessa. Promessas de campanha, nunca sairão do papel, da retórica e na hora de prometer, parece que o céu vai descer na terra e tudo vai acontecer; mas depois de o voto dado e de ter sido eleito, muitas vezes aquele candidato nem lembra mais o que foi mesmo que ele prometeu. Nós não podemos viver nesta dinâmica da promessa não cumprida, do voto não cumprido. Deus não pede que a gente faça promessas e muito menos, que prometa mais do que pode cumprir, mas se prometeu, deverá cumprir. (Mt 5,33-37) Pe. Joãozinho, Scj

Leia mais →

Dica

Use o filtro e encontre a pregação desejada.

MISSA AO VIVO

PRÓXIMA MISSA COMEÇA EM:

00:00:00